Jornalismo em Ambientes Digitais

Disciplina do curso de Graduação em Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero.

Professores responsáveis: Eduardo Nunomura e Michelle Prazeres

Ano letivo: 2021

Contatos: mprazeres [arroba] casperlibero.edu.br; eynunomura [arroba] casperlibero.edu.br

Objetivos

●      Desenvolver raciocínio claro e conciso sobre o jornalismo em ambientes digitais.

●      Desenvolver um olhar crítico para a cultura das tecnologias;

●      Ter clareza sobre como funcionam as práticas de produção e indexação de conteúdos em ambientes digitais;

●      Compreender e experimentar a criação e a administração de produtos jornalísticos em mídias digitais.

Ementa

Esta disciplina irá introduzir os conceitos teóricos relacionados ao Jornalismo e aos ambientes digitais e proporcionar práticas experimentais em laboratório. Para dar conta deste objetivo, o curso mescla aulas teóricas e expositivas (amparadas por leituras), com momentos conduzidos com metodologias ativas e participativas e experimentos práticos.

Objetivos de aprendizagem

●      Abordar as transformações ocorridas nos processos e na criação produtos e de conteúdos jornalísticos diante da disseminação das tecnologias digitais que caracteriza a cibercultura; e das reconfigurações da comunicação a partir da compreensão do digital como bios.

●      Apresentar ao aluno o cenário da convergência midiática com o enfoque nas práticas jornalísticas e nas teorias sobre os meios digitais em rede.

●      Analisar as novas relações e possibilidades de produção, circulação e recepção de conteúdo digital e seus impactos.

●      Revelar as novas funções e habilidades profissionais do jornalista, além de tendências nos modelos de negócios digitais na área.

●      Discutir o papel do jornalismo na prática cotidiana do trabalho em redes sociais.

●      Discutir o jornalismo nas mídias sociais, tendo como inspiração a produção de reportagens multimídia.

●      Analisar o potencial das principais redes sociais para a prática do jornalismo.

Avaliação e composição da média

Semestre 1: atividade (valendo 2 pontos) + atividade de revisão (valendo até 2 pontos) + avaliação (valendo 6 pontos).

Semestre 2: ciclos da Factual900. Cada ciclo vale até 2 pontos.

Critérios de avaliação

Para textos

Pertinência, clareza, correção do português, criatividade, contribuição para o percurso.

Teor do argumento (conteúdo), clareza do argumento, formato escolhido e pertinência deste ao conteúdo, criatividade, riqueza do processo de elaboração, respeito ao tempo proposto.

Objetividade, poder de síntese, capacidade de articular discussão teórica com exemplos práticos, conexões, correção do português.

Segundo semestre - FACTUAL 900

A média será composta pela soma da pontuação obtida em cada ciclo de produção da Factual 900 (até 10) e uma autoavaliação feita pelos(as) alunos(as) ao final do curso (até 2 pontos).

Sobre os ciclos da Factual 900

Cada ciclo é composto por 3 etapas / aulas.

Aula 1: Reunião de pauta + Entrega do relatório de métricas do ciclo anterior - (A PARTIR DO CICLO 2)

Aula 2: Entrega da produção de redes + ajustes e recomendações para WP (wordpress) e AV (audiovisual).

Aula 3: Entrega final de WP e AV (edição com material das redes) + Edição da home + Avaliação do ciclo.

Critérios para pontuação de cada ciclo (AVs):

Grupo não entregou 0
Entregou conteúdo OU relatório 0,5
Entregou conteúdo E relatório 1
Entregou e está bom* 1,5
Entregou e está ótimo* 2

* Critérios para avaliação do material produzido: qualidade do texto, qualidade da apuração (diversidade de pontos de vista, diversidade de fontes, originalidade do material), criatividade e pertinência ao formato da plataforma.

Roteiro de entrega de métricas

Roteiro de como obter métricas

Pasta para upload dos docs de métricas

Conteúdo Programático

Temas das aulas e slides / materiais das aulas já realizadas.

Primeiro semestre

DATA AULA CONTEÚDO PREVISTO / OBJETIVO DA AULA/ LEITURAS INDICADAS / ATIVIDADES/AVALIAÇÕES
25/02 01 Recepção aos calouros(as).
02
4/3 03 Apresentações.

Dinâmica em grupos, inspiradas em sistemas de tagueamento e classificação da informação, com mediação pelo Jamboard: https://jamboard.google.com/

04
11/3 05 Realização da Pesquisa Hábitos de Consumo de Mídias (formulário preenchido pelos/as alunos/as em sala).

Apresentação do plano de curso. [SLIDES DA AULA]

Leitura indicada: Factual900: uma revista digital multimídia e multiplataforma feita por e para alunos(as) do primeiro ano de jornalismo. Michelle Prazeres, Eduardo Nunomura. Artigo apresentado no 19o Encontro Nacional de Professores de Jornalismo. 2020. Disponível em: http://soac.abejor.org.br/?conference=19enpj&schedConf=encontrodeprofessores&page=paper&op=viewFile&path%5B%5D=304&path%5B%5D=224

06
18/3 07 Expositiva: Tópicos introdutórios. O que são “Ambientes Digitais” e como eles reconfiguram o Jornalismo.

Orientações de leituras para o primeiro debate. [SLIDES DA AULA]

Referências desta aula:

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. São Paulo: Aleph, 2008.

LEMOS, André. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre, Editora Sulina, 2004.

MARTINO, Luis Mauro Sá. Teoria das mídias digitais. São Paulo: Vozes, 2014.

08
25/3 09 Expositiva: Pesquisa Hábitos de Consumo de Mídias: apresentação dos resultados. [VERSÃO INTERATIVA]

Diálogo sobre a PHCM.

10
1/4 11 Expositiva: Sínteses sobre Ambientes digitais / Cibercultura e redes. [SLIDE DESTA AULA]

Referências desta aula:

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança: movimentos sociais na era da internet. Tradução Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

FORD, Sam; GREEN, Joshua; JENKINS, Henry. Cultura da Conexão. Editora Aleph, 2014.

12
8/4 13 Debate 1: juri. Tema do debate: Bummer, capitalismo de vigilância e dataficação da vida x Democracia digital.

Leituras recomendadas:

LANIER, Jaron. Dez argumentos para você deletar agora suas redes sociais. Tradução Bruno Casotti. - 1. Edição - 192 págs - Rio de Janeiro: Intrínseca, 2018. [Texto-base] Introdução e Argumento 1.

GOMES, Wilson. A democracia no mundo digital: história, problemas e temas. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2018. Disponível aqui. Sugestão: cap. 1 parte 3 (As dimensões da democracia digital),

VALENTE, Mariana. Internet e Censura: Quem fala, quem ouve, e quem define a verdade na era digital? Revista Concinnitas | ano 19, número 33, dezembro de 2018. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/concinnitas/article/viewFile/39852/27926

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança: movimentos sociais na era da internet. Tradução Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2013. Introdução.

SHIRKY, Clay. Lá vem todo mundo: o poder de organizar sem organizações. Rio de Janeiro: Zahar, 2012. Introdução


14
15/4 15 Expositiva: Riscos da vigilância. Segurança e privacidade. [SLIDES DA AULA]

>> Orientações de leitura para fishbowl <<


Referências:

* Safernet: https://new.safernet.org.br/content/seguran%C3%A7a-e-privacidade-nas-redes-sociais

* Artigo: A privacidade e o mercado de dados pessoais | Privacy and the market of personal data (Sergio Amadeu Silveira, Rodolfo Avelino, Joyce Souza). http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3719

VISIBILIDADE, VIGILÂNCIA, IDENTIDADE E INDEXAÇÃO: A QUESTÃO DA PRIVACIDADE NAS REDES SOCIAIS DIGITAIS (Cíntia Dal Bello). https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/logos/article/view/1261

* Lei Geral de Proteção de Dados: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/lei/L13709.htm

* Marco Civil e a proteção da privacidade

https://www.dicyt.com/noticia/marco-civil-e-a-protecao-da-privacidade  

O'NEIL, Cathy. Algoritmos de Destruição em Massa. Santo André: Editora Rua do Sabão, 2020.

ZUBOFF, Shoshana. A Era do Capitalismo de Vigilância. São Paulo: Intrínseca, 2021.

16
22/4 17 Reconfigurações do ciclo de produção e circulação de notícias no digital.

Orientações para o debate 2.

Exercício de análise de reportagens multimídia, a partir de “frame” analítico. Conteúdos exemplares para serem analisados pelos grupos.

AV1: 2 pontos

18
29/4 19 Debate 2: fishbowl.

Velocidade, hiperinformação, infoxicação e desinformação (fakenews e media literacy).


Referências:

Curso Vaza, falsiane. https://vazafalsiane.com/

ROSA, Hartmut. Aceleração: a transformação das estruturas temporais na modernidade. Tradução: Rafael Silveira. São Paulo: Editora Unesp, 2019.

SODRÉ, Muniz. A ciência do comum: notas para o método comunicacional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

MARCONDES FILHO, Ciro. Nova teoria da comunicação, v. 1: o rosto e a máquina: o fenômeno da comunicação visto dos ângulos humano, medial e tecnológico. São Paulo: Paulus, 2013. Coleção comunicação.

WOLTON, Dominique. Informar não é comunicar. Porto Alegre: Sulinas, 2011.

JOHNSON, Clay. A Dieta da Informação. São Paulo: Novatec, 2012.

RIBEIRO, M. M.; ORTELLADO, P. O que são e como lidar com as notícias falsas: dos sites de notícias falsas às mídias hiper-partidárias. Sur - Revista Internacional de Direitos Humanos. São Paulo: Conectas. 15: 71-83 p. 2018.


REFERÊNCIAS NA REDE


CONTRERA, Malena Segura. Sobre a Ponte Inexistente. Revista Ghrebhv, v. 2, n. 10, 2007. Disponível em: http://www.cisc.org.br/portal/jdownloads/Ghrebh/Ghrebh-%2010/02_apresentao.pdf

MIKLOS, Jorge; ROCCO, Agnes de Sousa Arruda. Ecologia da comunicação: desafios para a concepção de uma comunicação social cidadã. Revista PAULUS, v. 2, p. 93-110, 2018. Disponível em: http://fapcom.edu.br/revista-paulus/index.php/revista-paulus/article/view/44/54

PRAZERES, Michelle; RATIER, Rodrigo. O fake é fast? Velocidade, desinformação, qualidade do jornalismo e media literacy. Disponível: https://periodicos.ufsc.br/index.php/jornalismo/article/view/1984-6924.2020v17n1p86

PROSS, Harry. Aceleração e perda. Revista de Comunicação, Cultura e Teoria da Mídia. São Paulo, outubro/2002 n. 01. Tradução: Norval Baitello Jr. Disponível em http://cisc.org.br/portal/jdownloads/Ghrebh/Ghrebh-%201/09_pross.pdf

SALAVERIA, Ramon. Multimedialidade: informar para los cinco sentidos. In: CANAVILHAS., João (Org). WebJornalismo: 7 Caraterísticas que marcam a diferença. UNAV, 2014. Disponível: https://dadun.unav.edu/bitstream/10171/37153/1/Multimedialidade_informar_para_cinco_sentidos__Salaverria_2014.pdf  

SILVEIRA, Rafael H. Resenha do livro Aceleração e alienação: esboço de uma teoria crítica da temporalidade na modernidade tardia, Harmut Rosa. Programa de Pós-Graduação em Estudos Culturais da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH/USP). Revista de Estudos Culturais. Número 2. Disponível em http://www.each.usp.br/revistaec/sites/default/files/pdfs/07-resenha-rafael_silveira.pdf

20
6/5 21 Algoritmos; introdução à arquitetura da informação, do SEO e o design de UX.

>> Orientações para os trabalhos da AV2 <<


Leituras recomendadas:

CAMARGO, L. S. de A.; VIDOTTI, S.A.B., G. Arquitetura da Informação: uma abordagem prática para o tratamento de conteúdo e interface em ambientes informacionais digitais. Rio de Janeiro: LTC, 2011.

GRANT, W. UX Design: Guia Definitivo com as Melhores Práticas de UX. São Paulo: Novatec Editora, 2019.

PODMAJERSKY, T. Redação Estratégica Para UX: Aumente Engajamento, Conversão e Retenção com Cada Palavra. São Paulo: Novatec Editora; 1ª edição, 2019.

CASA DO CÓDIGO. Introdução e boas práticas em UX Design. São Paulo: Casa do código, 2015.

LOWDERMILK, T. Design Centrado no Usuário. São Paulo: Novatec Editora, 2013.

22
13/5 23 Expositiva: Trabalho, empreendedorismo e modelos de negócio no digital.
24
20/5 25 Atividade de revisão para a avaliação. Apresentação, de 5 a 10 minutos, de tema sorteado entre grupos.

AV2: 2 pontos

26
27/5 27 Expositiva e prática: Reportagem Assistida por Computador.
28
3/6 29 FERIADO – CORPUS CHRISTI
30
10/6 31 Debate: Como funciona uma redação de digital?

Diante de tudo que vimos sobre ambientes digitais e Jornalismo, o que deve ser a Factual900?

Definições estratégicas e de identidade editorial

Laboratório: a construção, a reconfiguração e o planejamento estratégico para o projeto da Factual900 em 2021

32
17/6 33 Avaliação: produção de texto para digital.

AV3: 6 pontos

(Semana de provas 1º semestre)

34
24/6 35 Devolutivas, avaliação do primeiro semestre e planos para o segundo semestre.
36

Segundo semestre

5/8 37 Retomar projeto Factual 900.

Planejamento do semestre.

Divisão de grupos (FORMULÁRIO).

38
12/8 39 Ciclo 1. Aula 1. Reunião de pauta, distribuição das pautas nos grupos e plataformas. Mentoria de apuração.
40
19/8 41 Ciclo 1. Aula 2. Entregas de Redes sociais e entregas parciais de Audiovisual e Wordpress. Mentoria para apuração e edição. Avaliações, comentários, sugestões de ajustes para a entrega final do ciclo.
42
26/8 43 Ciclo 1. Aula 3. Entregas finais: redes sociais, audiovisual e wordpress.
44
2/9 45 Entrega dos registros de métricas do ciclo anterior (AV1: 2 pontos)

Avaliação geral do ciclo anterior.

Aula expositiva de registro de métricas.

Aula expositiva e prática de SEO / Yoast.

Vídeo de SEO

Roteiro de entrega de métricas

Roteiro de como obter métricas

Pasta para upload dos docs de métricas

46
9/9 47 Ciclo 2. Aula 1. Reunião de pauta, distribuição das pautas nos grupos e plataformas. Mentoria de apuração.
48
16/9 49 Ciclo 2. Aula 2. Entregas de Redes sociais e entregas parciais de Audiovisual e Wordpress. Mentoria para apuração e edição. Avaliações, comentários, sugestões de ajustes para a entrega final do ciclo.
50
23/9 51 Ciclo 2. Aula 3. Entregas finais: redes sociais, audiovisual e wordpress.
52
30/9 53 Entrega dos registros de métricas do ciclo anterior (AV2: 2 pontos)

Avaliação geral do ciclo anterior.

Análise, ressignificação e contextualização da Factual900

54
7/9 55


Ciclo 3. Aula 1. Reunião de pauta, distribuição das pautas nos grupos e plataformas. Mentoria de apuração.

56
14/9 57 Ciclo 3. Aula 2. Entregas de Redes sociais e entregas parciais de Audiovisual e Wordpress. Mentoria para apuração e edição. Avaliações, comentários, sugestões de ajustes para a entrega final do ciclo.
58
21/9 59 Ciclo 3. Aula 3. Entregas finais: redes sociais, audiovisual e wordpress.
60
28/9 61 Entrega dos registros de métricas do ciclo anterior (AV3: 2 pontos)

Avaliação geral do ciclo anterior.

Desafios para a criação de branding para a Factual900

62
4/10 63


Ciclo 4. Aula 1.  Reunião de pauta, distribuição das pautas nos grupos e plataformas. Mentoria de apuração.

64
11/10 65 Ciclo 4. Aula 2. Entregas de Redes sociais e entregas parciais de Audiovisual e Wordpress. Mentoria para apuração e edição. Avaliações, comentários, sugestões de ajustes para a entrega final do ciclo.
66
18/10 67 Ciclo 4. Aula 3. Entregas finais: redes sociais, audiovisual e wordpress.
68
25/10 69 (Semana de provas 2º semestre)

Entrega dos registros de métricas do ciclo anterior (AV4: 2 pontos)

Avaliação geral do ciclo anterior.

O futuro da Factual900

Auto-avaliação (individual): (AV5: 2 pontos)

70
2/11 71 PHCM: Fase 2. FORMULÁRIOs.

Avaliação do curso.

72
9/11 73 Devolutivas
74
16/11 75 Exames Finais
76

Bibliografia de referência

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança: movimentos sociais na era da internet. Tradução Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

FORD, Sam; GREEN, Joshua; JENKINS, Henry. Cultura da Conexão. Editora Aleph, 2014.

GOMES, Wilson. A democracia no mundo digital: história, problemas e temas. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2018.

HUI, Yuk; traduzido por Humberto Amaral. Tecnodiversidade. São Paulo: Ubu Editora, 2020.

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. São Paulo: Aleph, 2008.

LANIER, Jaron. Dez argumentos para você deletar agora suas redes sociais. São Paulo: Intrínseca, 2018.

LEMOS, André. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre, Editora Sulina, 2004.

MARTINO, Luis Mauro Sá. Teoria das mídias digitais. São Paulo: Vozes, 2014.

O'NEIL, Cathy. Algoritmos de Destruição em Massa. Santo André: Editora Rua do Sabão, 2020.

SHIRKY, Clay. Lá vem todo mundo: o poder de organizar sem organizações. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

SODRÉ, Muniz. A ciência do comum: notas para o método comunicacional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

ZUBOFF, Shoshana. A Era do Capitalismo de Vigilância. São Paulo: Intrínseca, 2021.

Bibliografia Complementar

BARBOSA, Suzana. Jornalismo Digital em Ambientes Dinâmicos – Propriedades, rupturas e potencialidades do Modelo JDBD. Disponível em: http://www.lasics.uminho.pt/ojs/index.php/5sopcom/article/view/37

BOUNEGRU, Liliana. CHAMBERS, Lucy. GRAY, Jonathan. Manual de Jornalismo de Dados, 2012. Disponível em: http://datajournalismhandbook.org/pt/index.html

BRADSHAW, Paul. A model for the 21st century newsroom: pt1 – the news diamond. Disponível em: http://onlinejournalismblog.com/2007/09/17/a-model-for-the-21st-century-newsroom-pt1-the-news-diamond/

BRUNO, Fernanda. Máquinas de ver, Modos de ser – Vigilância, tecnologia e subjetividade. Porto Alegre, Editora Sulina, 2014. Disponível em: http://www.editorasulina.com.br/detalhes.php?id=625

CAMARGO, L. S. de A.; VIDOTTI, S.A.B., G. Arquitetura da Informação: uma abordagem prática para o tratamento de conteúdo e interface em ambientes informacionais digitais. Rio de Janeiro: LTC, 2011.

CANAVILHAS, João. Notícias em mobilidade: o jornalismo na era dos dispositivos móveis. Disponível em: http://www.livroslabcom.ubi.pt/pdfs/20130404-201301_joaocanavilha_noticiasmobilidade.pdf

CASA DO CÓDIGO. Introdução e boas práticas em UX Design. São Paulo: Casa do código, 2015.

CASTELLS, Manuel. Communication Power. Oxford, 2009.

CORRÊA, Elizabeth Saad, BERTOCCHI, Daniela. “O Algoritmo curador – O papel do comunicador num cenário de curadoria algorítmica de informação”. Artigo apresentado no XXI Encontro Anual da Compós, Universidade Federal de Juiz de Fora, 12 a 15 de junho de 2012. Disponível em: http://www.compos.org.br/pagina.php?menu=14&mmenu=6&gm=int&gti=arqul&ordem=3&grupo1=9D

COSTA, Caio Tulio. Um modelo de negócio para o jornalismo digital. http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/um_modelo_de_negocio_para_o_jornalismo_digital

COSTA, Rogério da. Inteligência coletiva: comunicação, capitalismo cognitivo e micropolítica. Revista

CRUCIANELLI, Sandra. Ferramentas digitais para jornalistas. Knight Center for Journalism in the Americas. Disponível em: https://knightcenter.utexas.edu/hdpp_pt-br.pdf

FERRARI, Polyana. Jornalismo Digital. Editora Contexto, 2010.

GRANT, W. UX Design: Guia Definitivo com as Melhores Práticas de UX. São Paulo: Novatec Editora, 2019.

JOHNSON, Clay. A Dieta da Informação. São Paulo: Novatec, 2012.

LOWDERMILK, T. Design Centrado no Usuário. São Paulo: Novatec Editora, 2013.

Mapa do jornalismo independente: http://apublica.org/mapa-do-jornalismo/

MARCONDES FILHO, Ciro. Nova teoria da comunicação, v. 1: o rosto e a máquina: o fenômeno da comunicação visto dos ângulos humano, medial e tecnológico. São Paulo: Paulus, 2013. Coleção comunicação.

NEWMAN, Nic et al. Digital News Report 2017. Reuters Institute for the Study of Journalism.

NIELSEN, Rasmus Kleis. Digital News as Forms of Knowledge: a new chapter in the sociology of knowledge. In: BOCKZKOWSKI, Pablo J; Anderson, Christopher W.  Remaking the news: essays on the future of journalism scholarship in the digital age. Cambridge: The MIT Press, 2017. p. 91-110.

PODMAJERSKY, T. Redação Estratégica Para UX: Aumente Engajamento, Conversão e Retenção com Cada Palavra. São Paulo: Novatec Editora; 1ª edição, 2019

Post Industrial Journalism: Adapting to the Present: http://towcenter.org/research/post-industrial-journalism/

PRADO, Magaly. Webjornalismo. Rio de Janeiro: LTC, 2011.

ROSA, Hartmut. Aceleração: a transformação das estruturas temporais na modernidade. Tradução: Rafael Silveira. São Paulo: Editora Unesp, 2019.

SAVAZONI, Rodrido. DEAK, André. A linguagem libertada, 2007. http://www.jornalismodigital.org/2010/05/30/a-reportagem-na-era-digital/

SHIRKY, Clay. A cultura da participação: criatividade e generosidade no mundo conectado. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

SHIRKY, Clay. Cultura da participação. São Paulo: Zahar Editores, 2011.

SODRÉ, Muniz. A ciência do comum: notas para o método comunicacional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

TERRA, Carolina.  Mídias Sociais… e agora? O que você precisa saber para implementar um projeto de mídias sociais. Difusão Editora e SENAC Rio, São Paulo, 2012

TRIVINHO, Eugenio. A dromocracia cibercultural: lógica da vida humana na civilização mediática contemporânea. São Paulo: Paulus, 2007.

VALENTE, Mariana. Internet e Censura: Quem fala, quem ouve, e quem define a verdade na era digital? Revista Concinnitas | ano 19, número 33, dezembro de 2018. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/concinnitas/article/viewFile/39852/27926

VIEIRA, Livia de Sousa. A influência das métricas no jornalismo digital. http://observatoriodaimprensa.com.br/imprensa-em-questao/_ed806_a_influencia_das_metricas_no_jornalismo_digital/

WOLTON, Dominique. Informar não é comunicar. Porto Alegre: Sulinas, 2011.

This page is based on a Wikipedia article written by contributors (read/edit). Text is available under the CC BY-SA 4.0 license; additional terms may apply. Images, videos and audio are available under their respective licenses. Cover photo is available under CC BY 2.0 license.